Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > Nova diretoria do Coleprecor é empossada em Goiás

Notícias

Nova diretoria do Coleprecor é empossada em Goiás

Desembargador Leonardo Trajano transferiu o cargo de presidente do Coleprecor para Marcello Maciel Manchilha, presidente e corregedor do TRT-17

Ações do documento

publicado: 26/11/2021 09h24 última modificação: 30/11/2021 11h54

O presidente e corregedor do TRT da 17ª Região (ES), desembargador Marcello Maciel Mancilha,  assumiu a presidência do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) para a gestão 2021/2022. Em solenidade híbrida realizada nesta quarta-feira, 24/11,  em Goiânia, na sede do TRT da 18ª Região, também tomou posse como vice-presidente da instituição a corregedora regional do TRT da 15ª Região (Campinas), desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann. Na secretaria-geral do Coleprecor foi empossado o presidente do TRT-18 (GO), desembargador Daniel Viana Júnior. Os magistrados foram eleitos por aclamação durante a 7ª Reunião Ordinária, realizada em 26/10.

Coube à presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, promover a abertura oficial da solenidade de posse. Ao saudar os empossandos e a gestão anterior, a cargo do desembargador Leonardo José Videres Trajano, presidente do TRT da 13ª Região (PB), a magistrada destacou os trabalhos que foram desenvolvidos ao longo de 2020 em parceria com o CSJT para o aprimoramento dos serviços. “Houve uma cooperação muito intensa. A nova direção empossada terá como missão dar continuidade a esse importante trabalho que se renova na Justiça do Trabalho, sempre de forma muito dinâmica e atenta à realidade. Certamente terá sucesso dada a competência dos novos gestores que preservarão essa relação harmoniosa, dialógica e cooperativa entre o Coleprecor e o CSJT”, evidenciou.

Em pronunciamento, o desembargador Leonardo Trajano lembrou das dificuldades enfrentadas em virtude da pandemia do novo coronavírus e reforçou que a atuação do Coleprecor foi centrada nos esforços para manter uma interlocução constante e produtiva com os órgãos superiores, o Congresso Nacional, as associações e o Ministério Público do Trabalho (MPT). “O Coleprecor continuou com a missão de aprimoramento da gestão e governança da Justiça do Trabalho na construção coletiva de soluções para os avanços na prestação jurisdicional e na área administrativa. Compartilhamento de boas práticas e ideias fez e faz parte do nosso cotidiano”. O magistrado agradeceu à administração do TST, aos  colegas desembargadores do Coleprecor, em especial, Amarildo Carlos de Lima (corregedor do TRT-12/ SC) e Dalila Nascimento Andrade (presidente do TRT-5/ BA), pela parceria na gestão, como vice-presidente e secretária-geral, respectivamente.

Posse Coleprecor.jpg

Coleprecor é instrumento de união, diálogo e troca de experiências

Leonardo Trajano deu continuidade à sessão, convocando o vice-presidente do Coleprecor, desembargador Amarildo de Lima, para promover a leitura e assinatura do termo de posse do novo corpo diretivo. O novo presidente do Coleprecor, desembargador Marcello Mancilha, parabenizou e agradeceu o incansável trabalho exercido pela gestão anterior. “O Coleprecor é um fundamental instrumento de união, diálogo e troca de experiências entre os tribunais regionais do trabalho de nosso país”. 

O magistrado ressaltou os impactos da tecnologia no mundo do trabalho e o surgimento de novas modalidades de prestação de serviços, especialmente com o advento da Revolução Industrial 5.0, calcada na nanotecnologia. “Essa troca de informações no Coleprecor nos faz compreender as angústias e tensões de todas as regiões do Brasil, assim como nos brinda com exposição de boas práticas de gestão, possibilitando a implantação nos tribunais”, afirmou. Marcello Mancilha ressaltou ainda que o Coleprecor não medirá esforços para estreitar as relações entre os tribunais e o CSJT no intuito de fortalecer a instituição e demonstrar sua importância no contexto da sociedade brasileira. “A entidade será sempre um espaço de acolhimento, de diálogo, de vontade, de proatividade e de trabalho”, finalizou.

Além da ministra Peduzzi, prestigiaram telepresencialmente a solenidade os ministros Luiz Philippe Vieira de Mello Filho (vice-presidente do TST e CSJT),  Aloysio Corrêa da Veiga (corregedor-geral da Justiça do Trabalho), Renato de Lacerda Paiva, Lelio Bentes Corrêa, Dora Maria da Costa, Augusto César Leite de Carvalho, Delaíde Alves Miranda Arantes, Alexandre de Souza Agra Belmonte, Cláudio Mascarenhas Brandão, Douglas Alencar Rodrigues e Amaury Rodrigues Pinto Junior. 

Também acompanharam a cerimônia o senador pelo Estado do Espírito Santo Fabiano Comparato, a vice-presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) Luciana Paula Conforti, o presidente da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT) Otávio Pinto e Silva, a vice-presidente da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) Fátima Bonassa, os presidentes da Amatra XV e Amatra XVIII respectivamente, os juiz Sérgio Polastro e Fernando Rosseto, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Goiás Rafael Lara Martins e a secretária-geral do TST Carolina da Silva Ferreira. Assistiram ainda presencialmente à posse a presidente do TRT-15, desembargadora Ana Amarylis Vivaqua de Oliveira Gulla, demais presidentes e corregedores que integram o Coleprecor, o ex-presidente do entidade na gestão 2020, desembargador Paulo Pimenta, do TRT-18, e os diretores-gerais dos tribunais trabalhistas.
Posse Coleprecor 1.jpg


Assessoria de Comunicação Social TRT-15