Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > Ejud-13 recebeu a juíza Patrícia Maeda para ministrar palestra sobre “Protocolo de Julgamento com perspectiva antidiscriminatória”
Conteúdo

Notícias

Ejud-13 recebeu a juíza Patrícia Maeda para ministrar palestra sobre “Protocolo de Julgamento com perspectiva antidiscriminatória”

Evento aconteceu na última sexta-feira (14), no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo
publicado: 17/06/2024 16h24 última modificação: 17/06/2024 16h25

Palestra Julgamento Antidiscriminatório-19.jpg

O auditório do Fórum Maximiano Figueiredo recebeu o rico debate proporcionado pela juíza auxiliar da presidência do Conselho Nacional da Justiça do Trabalho (CSJT), Patrícia Maeda, que ministrou palestra sobre o “Protocolo de Julgamento com perspectiva antidiscriminatória”. A intenção do protocolo é orientar a magistratura trabalhista sobre condutas que devem ser observadas para promover julgamentos atentos a processos históricos e estruturais de desigualdade, atuando com perspectiva antidiscriminatória focada em gênero, raça e diversidade no âmbito da JT. 

Palestra Julgamento Antidiscriminatório-40.jpg

Juíza Patrícia Maeda

Juíza do trabalho no TRT da 15ª Região (Campinas/SP), convocada para atuar como juíza auxiliar da presidência do Conselho Nacional da Justiça do Trabalho (CSJT). Mestra e doutora em Direito do Trabalho na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Ex-bolsista do Programme des futurs leaders dans les Amériques (PFLA), da Université du Québec à Montréal (UQAM). Integrante do Grupo de Pesquisas Capital e Trabalho – GPTC/USP. Ex-Auditora Fiscal do Trabalho no Ministério do Trabalho e Emprego (1999-2009). Autora do livro “A Era dos Zero Direitos”, publicado pela editora LTr. Ex-colaboradora no Grupo de Trabalho para desenvolvimento de Protocolo para Julgamento com Perspectiva de Gênero no Conselho Nacional de Justiça - CNJ (2021).

Palestra Julgamento Antidiscriminatório-41.jpg

Assessoria de Comunicação Social TRT-13