Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2021 > 05 > Com foco na otimização da força de trabalho, TRT-13 dá início ao Projeto Transformação Digital

Notícias

Com foco na otimização da força de trabalho, TRT-13 dá início ao Projeto Transformação Digital

Termo de abertura do projeto foi assinado nesta quinta-feira (27) e iniciativa será posta em prática na segunda-feira (31)

Ações do documento

publicado: 27/05/2021 20h40 última modificação: 31/05/2021 09h03

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Leonardo Trajano, autorizou, nesta quinta-feira (27), a abertura do projeto Transformação Digital, que será desenvolvido na instituição a partir da próxima segunda-feira (31). O objetivo da iniciativa é promover a racionalização e otimização da força de trabalho do Tribunal por meio da identificação de gargalos e desenvolvimento de soluções.

A iniciativa consiste em imersão nas atividades diárias de determinadas unidades administrativas e judiciárias do Tribunal, como forma de identificar os principais problemas enfrentados pelas equipes em suas rotinas de trabalho. Depois deste processo, serão avaliadas possíveis soluções e selecionadas as que apresentarem maior impacto com o menor custo.

Além de contar com servidores das próprias unidades que serão analisadas, a equipe formada para executar o projeto será composta por desenvolvedores da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), representantes do Comitê Inova TRT-13 e do Laboratório de Inovação.

De acordo com o presidente, o projeto representa um importante marco para o Tribunal do ponto de vista da inovação. “O projeto começará pelo setor de Material e Patrimônio e a imersão durará seis semanas. Em seguida, o projeto será aplicado a uma unidade judiciária, de modo a fazer a alternância entre setores administrativos e judiciários. Estou otimista e espero que o projeto renda bons frutos, construindo soluções para nossas maiores dificuldades”, destacou o desembargador Leonardo Trajano.

 Melhoria da prestação de serviços

 O coordenador do Comitê do Inova TRT-13, juiz André Machado Cavalcanti, enfatizou que o projeto Transformação Digital deverá melhorar a prestação de serviços, tanto na área administrativa quanto judicial. “Ele representa uma oportunidade de engajamento dos servidores, ou seja, os próprios servidores que trabalham nesses setores serão chamados para diagnosticarem os problemas no seu dia a dia de trabalho e, também, para construir soluções. Assim, eles próprios vão trabalhar na construção de alternativas que possam melhorar a rotina de trabalho”, afirmou.

 Além disso, o magistrado frisou que a iniciativa é mais uma maneira que o Tribunal terá para inovar. “Nós temos inúmeros desafios de ordem orçamentária, reposição de pessoal e de trabalho. O nosso desafio é, cada vez mais, fazer mais com menos. Muitas vezes, a inovação não se dá por grandes iniciativas, mas por pequenos projetos e soluções que, somados, representam a construção de um cenário de mais eficiência, celeridade, segurança e maior aproximação do judiciário com a sociedade. Temos uma equipe coesa e capacitada para pensar no novo TRT que queremos e precisamos”, salientou.

Por sua vez, o diretor da Setic, Rodrigo Cartaxo, contou que a ideia do projeto surgiu a partir das dificuldades existentes tanto na própria área de TI do Tribunal, no tocante ao conhecimento e à identificação dos principais problemas enfrentados por cada unidade do Regional, quanto das próprias unidades em conseguir propor ou solicitar soluções relacionadas à tecnologia. Dessa forma, através da imersão, a expectativa é que haja a união entre diferentes saberes para desenvolver possíveis soluções com alto impacto e baixo custo.

“Vamos conhecer, na prática, o trabalho desenvolvido em cada unidade priorizada pela Administração para receber o projeto, bem como os sistemas que utilizam e, a partir daí, identificar os principais gargalos, onde existe mais trabalho manual e onde podemos automatizar os processos. Isso fará com que o setor possa produzir mais e o trabalho seja otimizado”, ressaltou.



Celina Modesto

Assessoria de Comunicação Social TRT-13