Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2021 > 02 > Ciclo de oficinas para o Planejamento Estratégico do TRT-13 é finalizado

Notícias

Ciclo de oficinas para o Planejamento Estratégico do TRT-13 é finalizado

Sugestões colhidas nas quatro oficinas serão encaminhadas para o Comitê de Governança Institucional

Ações do documento

publicado: 25/02/2021 14h12 última modificação: 25/02/2021 14h12

O ciclo de oficinas temáticas para discutir o futuro do Tribunal do Trabalho da 13ª Região, com a construção do documento que definirá o Planejamento Estratégico para os próximos seis anos (2021/2026), foi fechado nesta quarta-feira (24). Desta vez, Desembargadores e Assessores Jurídicos se reuniram, de forma virtual, para discutir e propor Missão, Visão, Valores, Objetivos Estratégicos e Indicadores que vão ser seguidos pelo TRT-13 nos próximos 6 anos.

O encontro foi presidido pelo desembargador Presidente Leonardo Trajano e conduzido pelo Assessor de Gestão Estratégica, Max Feitosa. Durante a oficina, os participantes sugeriram e debateram 23 indicadores que serão submetidos ao Comitê de Governança Institucional antes do envio para o Tribunal Pleno. Esses indicadores estão alinhados com a estratégia do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

O desembargador Ubiratan Moreira sugeriu, durante a oficina, que seja dada uma maior atenção às melhorias que podem ser feitas para o desenvolvimento do trabalho home office. “Já que não sabemos quando essa pandemia realmente irá acabar, e já que o trabalho executado de forma virtual é uma realidade para todos nós, é fundamental que a gente consiga enxergar de que forma podemos aprimorar as tarefas executadas para engrandecimento do Tribunal e a melhoria do atendimento ao jurisdicionado”

O desembargador Leonardo Trajano, presidente do TRT-13, falou que “este é mais um importante passo que damos para que continuemos na formatação do nosso Planejamento Estratégico. Agora começa um trabalho de fôlego, para compilarmos todos os dados, de forma que até abril possamos ter esse documento pronto, já que ele é tão importante para o desenvolvimento do Tribunal e para o atendimento do jurisdicionado”.

Nas três oficinas anteriores foram ouvidos magistrados e representantes de servidores de todos os seguimentos que formam o TRT-13. A partir de agora, todas as sugestões feitas serão compiladas num único documento, que será encaminhado para o Comitê de Governança Institucional e depois irá ao Pleno do TRT 13, onde deverá ser votado.

Implantação do Plano Estratégico no Poder Judiciário

O Planejamento Estratégico para o Poder Judiciário foi implantado em 2009 pelo CNJ, o Conselho Nacional de Justiça. O primeiro ciclo durou cinco anos, entre 2010 a 2014. E o segundo ciclo foi de 2015 a 2020. O Planejamento Estratégico abrange todos os segmentos de Justiça: Trabalhista, Estadual, Federal, Eleitoral e Militar.

Débora Cristina

Comunicação Social/ TRT-13