Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2020 > 12 > Juiz do Trabalho lança primeiro romance (e-book)

Notícias

Juiz do Trabalho lança primeiro romance (e-book)

Obra “O meu eu, de ontem, hoje” é da autoria do juiz Francisco de Assis Barbosa Júnior

Ações do documento

publicado: 08/12/2020 10h47 última modificação: 08/12/2020 10h47

O juiz Francisco de Assis Barbosa Júnior, substituto da 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa lança, no dia 21 deste mês de dezembro, seu primeiro romance. Intitulado “O meu eu, de ontem, hoje”, o romance, em forma de e-book conta a fantástica história de uma viagem no tempo. O celular e a internet são detalhes da realidade atual que o personagem principal passa a analisar.

O livro tem 170 páginas e foi produzido pela Chiado Editora, que fará o lançamento no dia 21 deste mês de dezembro. O autor é Juiz Federal do Trabalho, professor universitário, mestre em história e doutor em Direito, além de escritor e organizador de diversos livros e artigos jurídicos, sociológicos e históricos, com abordagem especial sobre os múltiplos impactos da tecnologia nas relações humanas modernas.

Confira um pouco mais de detalhes da obra na sinopse abaixo:

Sinopse – No final de uma tarde qualquer do mês de agosto de 1971, Bernardo adormeceu e acordou quase 50 anos depois, nos dias de hoje. Empolgado com essa viagem fantástica, ele passa a analisar a realidade atual a partir de uma visão privilegiada pelos contextos históricos distintos vividos. O universo inacreditável da internet deixa-o extasiado e encantado com suas infinitas possibilidades. Porém, o que mais lhe chama a atenção são os paradoxos da modernidade, a exemplo da praticidade maravilhosa do celular e a quase dependência das pessoas com relação a ele, assim como a nova forma de falar inventada pela necessidade de comunicação rápida. As delícias das Redes Sociais e os perigos por elas oferecidos através da superexposição e da potencialização das vaidades. As vantagens de se ter várias fontes de notícias e as ameaças das Fake News. A evolução da política, que, no fundo, continuou a mesma. A junção e o afastamento das relações interpessoais trazidas pelo teletrabalho e pelos encontros por videoconferência. Os avanços e retrocessos no mundo do trabalho com o surgimento de atividades como a dos motoristas de Uber e a diminuição dos empregos ensejados pela tecnologia e a chamada 4ª Revolução Industrial.