Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2020 > 02 > Juízes vão compor a Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo na Paraíba

Notícias

Juízes vão compor a Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo na Paraíba

Ato indicou Lindinaldo Marinho e Paulo Roberto Vieira Rocha

Ações do documento

publicado: 07/02/2020 15h46 última modificação: 11/02/2020 09h51

Um ato assinado pelo presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, indicou os juízes Lindinaldo Silva Marinho e Paulo Roberto Vieira Rocha para representarem o Regional na Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo na Paraíba (Coetrae/PB).

A Comissão foi criada em janeiro passado como resultado de um estudo divulgado em 2019 mostrando que a Paraíba está entre os estados do Nordeste com mais procedimentos em investigação sobre o tema. De 2003 a 2018 quase 500 paraibanos teriam sido vítimas de aliciamento para trabalho escravo.

A Coetrae-PB será coordenada e presidida pelo Secretário do Desenvolvimento Humano do Estado da Paraíba (SEDH) e composta pelas secretarias da Educação e da Ciência e Tecnologia, da Segurança e da Defesa Social, da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, da Saúde e pelo Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas da Paraíba. Cada órgão terá um representante e respectivo suplente no grupo. A participação dos membros na comissão não será remunerada. O TRT13 atendeu ao convite para integrar a Comissão.