Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 10 > 2019 > 10 > Regional lidera ranking em Tecnologia da Informação entre os Tribunais da Paraíba

Notícias

Regional lidera ranking em Tecnologia da Informação entre os Tribunais da Paraíba

Índice foi divulgado pelo conselho Nacional de Justiça

Ações do documento

publicado: 18/10/2019 12h00 última modificação: 18/10/2019 12h14

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou o resultado final do iGovTIC-JUD, índice que classifica o nível de governança e gestão de tecnologia da informação entre todos os tribunais brasileiros avaliados, nos ramos trabalhista, eleitoral e militar e nas esferas estadual e federal.

Segundo a classificação, o Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) subiu 9 posições no ranking nacional, deixando a 39ª posição que ocupava em 2018 para ocupar o 30º lugar em um universo de 92 tribunais, agora em 2019. Entre os tribunais do trabalho, o TRT13 ficou em 10º lugar e entre os tribunais da Paraíba está em primeiro lugar.

“O CNJ classificou o Tribunal da Paraíba em função da sua eficiência na prestação de serviços em tecnologia da informação. E o nosso Tribunal é o mais aprimorado na Paraíba e destaque no país. Isso é fruto do trabalho de uma equipe aguerrida, inovadora e comprometida com a instituição. É um setor que vem recebendo o devido apoio por seguidas administrações. Nos orgulha constatar que esse reconhecimento do CNJ é fruto de um serviço cada vez melhor prestado à comunidade”, disse o presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba, desembargador Wolney de Macedo Cordeiro.

Com a subida no ranking o TRT paraibano alcançou o nível aprimorado. O CNJ considera quatro níveis para medir o Igovtic-Jud: Excelência, Aprimorado, Satisfatório e Básico.

Segundo o diretor da Secretaria de Tecnologia e Comunicação (Setic), Rodrigo Cartaxo, o iGovTIC-JUD é o índice do CNJ para medir a capacidade dos tribunais brasileiros de oferecer serviços de Tecnologia da Informação com qualidade. “O resultado obtido em 2019 é um coroamento das ações do Tribunal na área de TIC nos últimos anos. O devido alinhamento estratégico das ações e investimentos em tecnologia e a incorporação das melhores práticas adotadas no mercado nacional e internacional não só contribuíram para a melhoria da execução e da transparência das atividades técnicas, como também tornaram mais segura, econômica e eficiente a prestação jurisdicional do nosso Tribunal”, disse.

Governança

O iGovTIC-JUD é um índice que afere o nível de governança de Tecnologia da informação e comunicação (TIC) no Poder Judiciário brasileiro. Criada e gerenciada pelo CNJ, a métrica visa aferir e aprimorar o nível de governança, gestão e infraestrutura de TIC dos tribunais do país. “Quando falamos em governança, nos referimos ao controle e transparência de gestão da instituição, que busca maior eficiência e racionalidade das suas atividades”, afirmou Samuelson Araújo, chefe do Núcleo de Governança de TIC do TRT13. Segundo Samuelson Araújo, os resultados foram excelentes e atestam em números objetivos a qualidade do trabalho desenvolvido pela Secretaria de Tecnologia e Comunicação em todas as suas unidades, oferecidos aos usuários internos e aos jurisdicionados. “Considerando a necessidade do uso intensivo de tecnologia nos próximos anos, especialmente em razão dos cortes orçamentários e do crescente déficit de pessoal, o Tribunal tem feito a sua parte na melhoria dos processos de trabalho e no aumento de eficiência de suas atividades, e o resultado do iGovTIC é uma demonstração disso”, concluiu.

Entenda a mensuração do índice

O índice é mensurado a partir de uma escala que vai de 0,0 a 1,0, graduada nos níveis baixo (0,00 a 0,39), satisfatório (0,4 a 0,69), aprimorado (0,7 a 0,89) e excelência (0,9 a 1,0). Além disso, o indicador leva em consideração 7 dimensões de avaliação da área de TIC que traçam um verdadeiro diagnóstico de sua situação. São elas: 1. Definição de políticas e elaboração de planejamento; 2. Criação de estruturas e implantação de processos; 3. Gestão de pessoas; 4. Gestão de serviços; 5. Gestão de infraestrutura e segurança; 6. Auditoria riscos e controle de gestão; 7. Detalhamento de ações, como contratações, projetos e pessoal.

Selo Justiça em números

O iGovTIC-JUD é também um dos parâmetros utilizados pelo CNJ para conceder anualmente aos tribunais o “Selo Justiça em números” nas categorias bronze, prata, ouro e diamante. Essa premiação busca avaliar a qualidade da produção, gestão, organização e disseminação das informações administrativas e processuais dos tribunais brasileiros, a fim de estimular a racionalização das rotinas e a transparência desses órgãos.

O resultado alcançado pelo TRT13 este ano, no iGovTIC-JUD, contribuirá com importantes 40 pontos, numa escala de até 50 reservada a essa dimensão.

Mais informações sobre o índice do TRT 13 e dos demais tribunais brasileiros, podem ser obtidas no Portal de Governança do CNJ.

José Vieira Neto