Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 07 > Leilão do TRT da Paraíba arrecada mais de R$ 2 milhões

Notícias

Leilão do TRT da Paraíba arrecada mais de R$ 2 milhões

Certame presencial aconteceu no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo

Ações do documento

publicado: 16/07/2019 09h01 última modificação: 16/07/2019 09h01

Dois milhões, cento e dezenove mil, novecentos e cinquenta reais foi o valor arrecado no leilão de bens penhorados realizado pelo Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), na semana passada, no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa.

Nessa edição, 223 lotes de bens foram a leilão, tendo sido arrematados 57 lotes. O certame foi supervisionado pelo juiz Lindinaldo Silva Marinho, da Central Regional de Efetividade. O primeiro leilão presencial deste ano do TRT teve duração de seis horas ininterruptas, das 9h às 15h da última terça-feira (9).

De acordo com o magistrado, “esses leilões cumprem a finalidade de tornar concreta a sentença judicial, que foi prolatada quitando a dívida trabalhista reconhecida, e, também, oportunizam que pequenos comerciantes e empresários, ou até mesmo quem queira iniciar um negócio, adquirir bens móveis e imóveis a um preço menor do que o de mercado”.

Maior lance

No leilão de veículos, sete unidades foram arrematadas. Treze lotes de bens foram retirados da arrematação. Desse total, um por determinação judicial, dois por quitação de débito, e 10 por arrematação anterior.

O maior lance foi de um terreno localizado na Barra de Gramame, litoral sul da Paraíba, arrematado por R$ 1 milhão. No certame, foram arrematados ainda imóveis residenciais, comerciais, equipamentos, máquinas, playground, materiais diversos e automóveis, incluindo uma BMW arrematada por R$ 42 mil.

De acordo com o leiloeiro oficial, Marco Túlio Montenegro, 95 por centos dos lotes foram arrematados por lances presenciais, onde os arrematantes tinham a oportunidades de fazerem ofertas diferenciadas. Para ele, o ideal é que os leilões continuem acontecendo simultaneamente, porque quando o participante dá seu lance pela internet, o presencial fica mais dinâmico a cada oferta.

Satva Costa