Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2019 > 04 > TRT implanta sistema de videoconferência para realização de junta médica oficial

Notícias

TRT implanta sistema de videoconferência para realização de junta médica oficial

Sistema possibilita a reunião de até três médicos de forma remota

Ações do documento

O Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) passou a integrar o grupo seleto de regionais trabalhistas que realizam Juntas Médicas Oficiais por videoconferência. Em todo território Nacional, apenas o TRT do Paraná (9ª Região) utiliza a ferramenta em sua Unidade de Saúde.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Saúde do TRT (Nusa), Henrique Tadeu Costa Marcolino Gomes, a videoconferência possibilita a realização de Junta Médica Oficial por meio de três médicos reunidos de forma remota.

Através deste sistema é possível sanar as limitações quanto ao número de médicos, como também, maximizará a dinâmica do atendimento do Núcleo de Saúde, visto que, ao não se ter a imposição presencial de três profissionais médicos ou odontólogos em um mesmo horário e local, propicia a realização da referida perícia, em uma escala com horários mais abrangentes e em três diferentes locais: Edifício-Sede deste Tribunal, Fórum Maximiano Figueiredo e Fórum Irineu Jóffily.

Redução de custos

Com a tecnologia é possível dar maior celeridade à realização das Juntas Médicas, como também, reduzir os custos de forma significativa, com o deslocamento dos magistrados, servidores e seus respectivos dependentes.

O presidente do TRT, desembargador Wolney de Macedo Cordeiro parabenizou o gestor e os servidores do Núcleo de Saúde pela iniciativa. “Vocês foram além da Administração. Com recursos próprios implantaram o sistema, criando uma metodologia legal, que vai gerar uma economia com eficiência na execução do trabalho”, disse, destacando que é desse tipo de iniciativa, de ideia e de solução que o Tribunal está precisando.

Wolney Macedo lembrou que o Regional não passa por um momento bom. “Estamos passando por uma fase muito difícil e que se agoniza no ano que vem, então soluções engenhosas e simples são louváveis. Quando você resolve um problema difícil, com uma solução fácil, mostra, acima de qualquer coisa, o amor que os servidores do Núcleo de Saúde têm, e que mesmo diante das dificuldades, não se acomodaram”, disse o presidente.

Já o coordenador do Nusa, Henrique Marcolino, agradeceu a confiança depositada pela Administração e disse que “é um privilégio participar da gestão”. Destacou que o setor observa o cuidado que o presidente tem com cada unidade, delegando responsabilidades, dando condições e cobrando resultados.

Para o presidente, poucos órgãos da administração pública tem o privilégio de conviver e de lidar diuturnamente com uma equipe tão motivada, tão voltada para desenvolver e elevar a instituição.

Por Jaquilane Medeiros