Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2010 > 07 > Processo Eletrônico completa dois anos na Paraíba

Processo Eletrônico completa dois anos na Paraíba

Ações do documento

publicado: 05/07/2010 14h22 última modificação: 30/09/2016 10h17


A 1ª Vara do Trabalho de Santa Rita comemorou dois anos da implantação do Processo Judicial Eletrônico. O balanço comprova que a celeridade foi um dos ganhos trazidos pela tecnologia. De janeiro de  2007 a abril de 2008, quando os processos ainda eram em papel, a 1ª Vara do Trabalho de Santa Rita levava 48 dias entre o início da ação trabalhista e a primeira audiência. De junho de 2008 a abril de 2010, já com o processo eletrônico, este prazo caiu para 12 dias. Uma diminuição de trinta e seis dias. 


Antes do Processo Eletrônico levava-se oito dias do encerramento da audiência ao julgamento do mérito. Este prazo caiu para cinco dias. Da início da ação ao julgamento de mérito, que demorava em média 52 dias, o prazo caiu para 20 dias.


Segundo o diretor de Secretaria da 1ª Vara do Trabalho de Santa Rita, Joarez  Manfrin, nesses dois anos de implantação do processo eletrônico, foram distribuídos 1.806 processos, realizadas 2.548 audiências, proferidas 2.269 decisões e prolatados 14.025 despachos.


Atualmente além das duas Varas do Trabalho de Santa Rita, todas as nove Varas do Trabalho de João Pessoa funcionam com o processo eletrônico desde junho do ano passado. Desde o início deste mês de junho, as Varas do Trabalho da Campina Grande, que compõem o Fórum Irineu Joffily e a unidade de Guarabira, já estão trabalhando com o processo sem papel. O TRT da Paraíba é pioneiro na implantação do processo eletrônico no país.