Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2009 > 07 > Presidentes de TRTs do Brasil conhecem o passo a passo do processo eletrônico

Presidentes de TRTs do Brasil conhecem o passo a passo do processo eletrônico

Desembargadores visitaram as nove Varas do Trabalho de João Pessoa

Ações do documento



O passo a passo do processo eletrônico foi apresentado aos presidentes e corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho de todo o Brasil, que visitaram as nove Varas do Trabalho de João Pessoa nesta quinta-feira à tarde. As unidades já operam eletronicamente desde junho último.

Para as visitas às unidades, foi feita uma divisão em três grupos. O primeiro foi acompanhado pelo juiz Lindinaldo Marinho e pelo servidor Agenor Costa, da Secretaria de Tecnologia da Informação, que mostraram toda a tramitação de um processo sem papel. Falaram das facilidades, celeridade e economia que a tecnologia gera. O segundo grupo foi acompanhado pela juíza Adriana Sette, titular da 1ª Vara do Trabalho de Santa Rita, e o processo eletrônico foi apresentado pelo servidor Abílio de Sá Neto, da 6ª Vara.

O terceiro grupo foi acompanhado pelo juiz Ubiratan Moreira Delgado, Titular da 7ª Vara do Trabalho de João Pessoa e Líder Gerente da Comissão de Informática do TRT. O processo eletrônico foi narrado pelo juiz Rômulo Tinoco. Durante a visita, o coordenador do Colégio de Presidentes dos TRTs – Coleprecor, desembargador Paulo Roberto Sifuentes Costa, presidente do TRT de Minas Gerais (3ª Região), disse que o encontro serviu para a troca de informação e assegurou que, em termos na área de informática, o TRT da Paraíba tem avanços indiscutíveis.

“A cultura do papel é coisa do passado e o processo eletrônico é irreversível”, disse Paulo Sifuentes, destacando que a modernidade impõe esse novo tempo. Para ele, a realização da reunião extraordinária do Coleprecor na Paraíba veio confirmar todas as informações que já conhecia da 13ª Região.

A desembargadora Eneida Melo, do TRT de Pernambuco (6ª Região) falou sobre o convênio de cooperação firmado, entre os Tribunais da Paraíba e de Pernambuco, para troca de informações e experiências acerca do processo eletrônico. “O convênio foi acatado pelo colegiado e vai servir de modelo para adoção pelos demais tribunais”, disse a desembargadora, revelando que os Regionais vão poder ajudar um ao outro com o que cada um tem de melhor.

O presidente do TRT, juiz Edvaldo de Andrade, disse que a continuidade dos projetos pelas administrações no Regional garantiram este avanço e afirmou que a tecnologia do processo sem papel será estendida às 27 Varas do Trabalho da Paraíba.