Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2008 > 07 > No TRT: bens que serão vendidos em leilão terão fotografia na internet

No TRT: bens que serão vendidos em leilão terão fotografia na internet

Durante a realização do leilão as fotografias também serão exibidas em telão com a descrição do bem

Ações do documento

publicado: 01/07/2008 08h19 última modificação: 30/09/2016 10h20

Participar de um mega-leilão da Justiça do Trabalho na Paraíba vai ficar bem mais fácil e transparente. O Tribunal Regional do Trabalho está colocando na internet a fotografia do bem que será oferecido em leilão nas edições do Projeto Arrematar, seja bens móveis, como automóveis e computadores, seja imóveis, como terrenos e prédios.

Alguns processos com fotografia dos bens já foram cadastrados no Suap - Sistema Único de Acompanhamento Processual. Qualquer interessado pode ver as fotos, usando do número do processo e, na Central de Mandados Judiciais, no Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa, pode obter o número da ação para conferir a qualidade do objeto ou imóvel.

Segundo a juíza Ana Paula Cabral, coordenadora da Central de Mandados, as fotografias estão sendo feitas pelos Oficiais de Justiça, que receberam 28 máquinas digitais. "No momento da penhora eles fazem a fotografia do bem. Esperamos, com isso, oferecer mais transparência no procedimento dos leilões e oferecer mais uma opção para as pessoas que desejam arrematar algum tipo bem".

A presidente do TRT, juíza Ana Clara Nóbrega, foi à Central de Mandados, recentemente, para fazer a entrega das máquinas digitais usadas pelos oficiais de justiça. "É uma ação simples, mas que vai trazer um enorme ganho para a população. Quando o interessado visualizar a fotografia do bem no processo, pode decidir ou não pela participação no leilão e poderá, ainda, pedir para ver o bem no local onde se encontra", disse.

Outro serviço estará disponível durante a realização do próximo Projeto Arrematar, previsto para o final de outubro. As fotografias dos bens serão exibidas num telão juntamente com a descrição do bem. Qualquer pessoa, exceto servidores da Justiça do Trabalho, pode participar do Projeto Arrematar, que acontecerá no Fórum Maximiano Figueiredo, no Empresarial João Medeiros, piso E2 no Shopping Tambiá.