Você está aqui: Página Inicial > Comunicação Social > Notícias > 2017 > 10 > 2017 > 10 > Teatro, música e um documentário marcaram a comemoração dos 32 anos de instalação do TRT na Paraíba

Notícias

Teatro, música e um documentário marcaram a comemoração dos 32 anos de instalação do TRT na Paraíba

Solenidade aconteceu no auditório do Pleno

Ações do documento

Estou muito feliz em estar aqui nas comemorações desses 32 anos do TRT. Tenho orgulho de ser juiz, de fazer parte desta instituição”, disse o presidente do Regional, desembargador Eduardo Sergio de Almeida, ao fazer a abertura oficial do evento que marcou a data de instalação do Tribunal do Trabalho na Paraíba.

Nas comemorações, a exibição de um documentário resgatou a história do Regional e trouxe depoimentos de servidores que estão na ativa desde a sua instalação, a exemplo de Fernando Sérgio Montenegro, de João Maria Mendes Pessoa, de Josilda de Araújo Silva, que está aposentada, mas continua a trabalhar no Regional como voluntária e da desembargadora Ana Maria Madruga.

O procurador-chefe do MPT, Carlos Eduardo de Azevedo Lima, disse que o Ministério Público do Trabalho na Paraíba vê com grande satisfação as três décadas de atuação do TRT. “Uma atuação forte na promoção dos direitos sociais e na legislação trabalhista emblemática e exemplar”.

O diretor-geral do TRT, Paulo Lindemberg, parabenizou o Tribunal pelos 32 anos. “Estou aqui para relembrar todos os magistrados e servidores que deixaram profundas marcas no Regional. Uns que não estão mais conosco, seja por aposentadoria, afastados ou os que já passaram para outro plano, a exemplo do colega Clodoaldo, que nos deixou recentemente”, disse.

Mais acertos do que erros

“Nessas três décadas, o TRT13 acertou mais do que errou. Temos um legado importante para a Justiça e para a sociedade paraibana, com a sensação de dever cumprido, de que realmente contribuímos para melhorar as relações de trabalho prestando uma jurisdição a contento”, disse o desembargador vice-presidente do TRT, Wolney Macedo.

Em relação a mudança na legislação trabalhista que chega no ano em que o TRT completa 32 anos, o desembargador afirmou que o Regional está preparado para viver esse novo momento. “É uma lei muito difícil do ponto de vista técnico e que, na minha opinião, vai causar muitos litígios, ao invés de diminuí-los, mas estamos muito bem preparados”, revelou

Teatro e música

O Grupo de Teatro Justiça em Palco, do TRT, apresentou o espetáculo “Tribunal ontem e hoje – 32 anos de história”. Arrancou risos e aplausos da plateia riso com a lembrança do passado e as tecnologias do presente. Um musical reuniu os servidores (cantores) Soraya Longo e Carlinhos Telles e contou com a participação especial de Cornélio Santana da Silva (flautista) e de Giuseppe Lombardi (percussionista).

Estiveram presentes os desembargadores Wolney de Macedo Cordeiro, vice-presidente do TRT, Francisco de Assis Carvalho, Edvaldo de Andrade e Thiago de Oliveira, bem como os juízes Marcello Maia, auxiliar da presidência, André Machado, presidente da Amatra 13, Antônio Cavalcanti e Herminegilda Leite Machado. A solenidade contou com as presenças do vice-presidente da FIEP, Romualdo Farias de Araújo e do presidente da Astra 13, Sérgio Teixeira.

O evento foi organizado pela Seção de Cerimonial e Eventos a aconteceu no Tribunal Pleno.